.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007
Comentários de Leitores - "O Banqueiro dos Pobres" por Filipe Papança

Comentário ao livro “O Banqueiro dos Pobres” de Muhammad Yunus, edições Difel, por Filipe Papança, Professor na Escola Politécnica do Exército


Esta obra revela-nos uma verdade surpreendente, na realidade é preciso muito pouco para mudar a vida de uma pessoa. Segundo o autor não são os grandes projectos de desenvolvimento, principalmente quando “vindos de cima” que contribuem para o salto qualitativo, antes pelo contrário muitas vezes se tornam propiciadores de vícios, de desperdício, não chegando muitas vezes sequer a desempenhar a sua função. Por outro lado em certas organizações onde impera a solidariedade institucionalizada, a pobreza, poderá ser interpretada não como um objectivo, mas como um pretexto. O micro crédito, pelo contrário propicia uma oportunidade a quem tenha uma “boa ideia” de iniciar uma vida nova. Não constitui uma esmola , antes responsabiliza o beneficiário, obrigando-o a ir pagando, regularmente, a uma taxa compatível com a sua capacidade de esforço e a rentabilidade do seu investimento, responsabilizando-o, contribuindo para a melhoria da sua auto estima, promovendo a sua dignidade. Aposta na confiança uma vez que à partida ao contrário dos bancos apelidados de “tradicionais”, não são exigidas contrapartidas. Constitui igualmente também um retrato de uma nação onde a qualidade do ensino ministrado assente no respeito, mesmo veneração, pela docência, aliados ao rigor e à exigência, se tornaram alavancas ideais para uma saída viável do mundo do subdesenvolvimento, fornecendo uma base estável para o desenvolvimento deste e de outros projectos empresariais, onde aliás impera a relação professor aluno e não empregado patrão. Quanto aos aspectos religioso e cultural, ajudou à queda de barreiras, promoveu o espírito de equipa, a independência e a emancipação da mulher em locais, onde esta não era ainda uma realidade. È uma obra recomendável, que se lê de uma forma agradabilíssima, a que não é alheio um profundo toque pessoal, fruto de uma experiência intensamente vivida, aliando a teoria e a prática , que para além de uma prodigiosa lição de economia constitui uma excelente lição de humanidade.


publicado por Mafalda Avelar às 13:37
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds