.Relógios do Mundo
Clique aqui para saber as horas em qualquer parte do Mundo

.Para o leitor

Qual o livro que mais o marcou? Partilhe aqui a sua opinião!


What is the book of your life? Share your opinion here!


Deixe os seus comentários e sugestões aos artigos do Blog. É fácil, não necessita de registo e torna este Blog mais interessante com o seu contributo. Para saber mais clique aqui



.Mais sobre mim
. Sobre a Mafalda




.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Sábado, 9 de Maio de 2009
Será que os Livros nos ajudam a sair da crise?

 

No passado dia 2 de Maio, sábado, a feira do livro organizou um interessante debate, ao qual não me foi possível (infelizmente) comparecer, intitulado " Será que os Livros nos ajudam a sair da crise?". Três autores portugueses, aliás "três top10 nacionais" nos últimos meses (de crise), foram convidados para debater o tema. A moderação foi de Sara Belo Luís, jornalista da Visão, que fez o favor de escrever as linhas que junto vos deixo em resposta à minha questão "como correu?".

 

--

 

"A pedido da minha querida amiga Mafalda, aqui seguem umas linhas (atrasadas) sobre o que, no sábado (2 de Maio), se passou na feira do livro. Para quem não esteve lá começo por dizer que era um final de tarde quente, à medida de um verdadeiro dia de Verão. Imagino que, por isso, souberam muito bem as cadeirinhas da plateia da Praça Central onde entre as 19.30 e as 21.00 horas estive a moderar um debate a que chamei: “Os livros ajudam-nos a sair da crise?”.
Pois bem, primeiro dou conta que Luís Ferreira Lopes, jornalista da SIC e autor do livro Seja Mais Esperto do que a Crise (Esfera dos Livros), acabou por não poder ir porque estava em reportagem no Brasil. Respondendo à minha pergunta, os outros dois convidados, Camilo Lourenço e Pedro Queiroga Carrilho, autores de Como Esticar o Salário e Encurtar o Mês (Livros d’Hoje) e O Seu Primeiro Milhão (Lua de Papel), estiveram de acordo que, sim senhora, os livros podem de facto ajudar-nos a sair da crise. Mas - convém sermos realistas - não adiantam absolutamente nada se antes não nos convecermos de que temos mesmo que sair da crise. Parece retórica, mas não é, acreditem. É que do que mais se falou foi da outra crise, daquela que por vezes preferimos nem falar dela. Ssshhhiiiuuuu...! Para quê, se as praias do nordeste brasileiro e do Caribe nos ajudam a fingir que ela não existe? Resumo meu: sair da crise é uma questão cultural, de mind set. E este nada tem a ver com o subprime e o Lehman Brothers...
Falou-se de cartões de crédito a triplicar, de linhas de crédito fácil, de taxas de juro elevadíssimas, de crédito à habitação, de sobrendividamento, mas também da geração 1000 euros, dos empregos que já não existem, dos cursos universitários desadequados ao mercado de trabalho, do Estado que está longe de ser o primeiro a dar o exemplo... Enfim, do Portugal depressivo, parafraseando a Economist no texto que nos dedica na edição desta semana. Também se contaram algumas histórias: a rat race do Pedro e os três mealheiros do Camilo. Foram ambos bons comunicadores, souberam prender a atenção da plateia que não arredou pé, responder às perguntas inteligentes que foram feitas no final. A mim pessoalmente ficou-me a faltar a discussão sobre a crise globalizada que por aí anda. Mas isso talvez seja a minha queda para a filosofia." 

 

Por Sara Belo Luis, jornalista da Visão ( enviado por e-mail a 8 de Maio 09)

publicado por Mafalda Avelar às 07:38
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Augusto Küttner de Magalhães a 11 de Maio de 2009 às 00:23
Resumo seu: sair da crise é uma questão cultural, de mind set. E este nada tem a ver com o subprime e o Lehman Brothers...
Falou-se de cartões de crédito a triplicar, de linhas de crédito fácil, de taxas de juro elevadíssimas, de crédito à habitação, de sobrendividamento, mas também da geração 1000 euros, dos empregos que já não existem, dos cursos universitários desadequados ao mercado de trabalho, do Estado que está longe de ser o primeiro a dar o exemplo... Enfim, do Portugal depressivo, parafraseando a Economist no texto que nos dedica na edição desta semana.
De Augusto Küttner de Magalhães a 14 de Maio de 2009 às 13:37
Expressei-me mal, e quero rectificar quanto ao "resumo seu" estava a querer referir-me ao resumo da amiga da Mafalda! Fica a rectificação, muito necessária.
De Augusto Küttner de Magalhães a 14 de Maio de 2009 às 23:03
Estou a ler um livro que nada tem a ver com Economia ou Finanças. Um médico que trata de doentes cancerosos que apanhou uma doença que quase o matou...e ao lr, mais que não seja, apreendo mais assunts, mais temos, mais vocabulário, e não deixo estgnar a mente...já é alguma coisa! se todos o fizermos----apesar do já referido preço dos livros!!!
De Augusto Küttner de Magalhães a 18 de Maio de 2009 às 12:49
Vou saltar para um livro sobre o Aristide de Sousa Mendes. Estou numa fase em que dão vários livros ao m/ filho - já crescidinho!!!! - e como não tem tempo de os ler, eu devoro-os!!!!

Comentar post

. Grandes Reportagens

. Ideias em Estante

. Reportagens
.Livros em destaque
."o livro que me marcou"
Alberto João Jardim

António Pinto Barbosa

António de Almeida Serra

Arquimedes da Silva Santos

Carlos Carvalhas

Carlos Zorrinho

Francisco Murteira Nabo

Graça Almeida Rodriques

João Castello Branco

José Amado da Silva

José Hermano Saraiva

Leonor Beleza

Luís Portela

Manuel Serzedelo de Almeida

Valentim Xavier Pintado

Vasco Vieira de Almeida

Vítor Melícias

António de Sousa

Guilherme D´Oliveira Martins

José Veiga Simão

Pedro de Sampaio Nunes

Martins Lampreia

Agostinho Pereira de Miranda

Mª do Rosário Partidário

Carvalho da Silva

Carlos Tavares

EM BREVE: mais cerca de 50 outros ilustres convidados que ainda não estão transcritos para este blog

.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds