.Relógios do Mundo
Clique aqui para saber as horas em qualquer parte do Mundo

.Para o leitor

Qual o livro que mais o marcou? Partilhe aqui a sua opinião!


What is the book of your life? Share your opinion here!


Deixe os seus comentários e sugestões aos artigos do Blog. É fácil, não necessita de registo e torna este Blog mais interessante com o seu contributo. Para saber mais clique aqui



.Mais sobre mim
. Sobre a Mafalda




.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Sábado, 9 de Maio de 2009
Resgatando os comentários às obras de Camilo Lourenço e Luis Ferreira Lopes

 

Em conversa com o autor de “Seja mais esperto do que a Crise”- Luís Ferreira Lopes

( Por Mafalda Avelar, Expresso, 7 de Fevereiro 09)

  
“Como sair vivo desta crise? Como é possível poupar algum dinheiro, se as despesas são elevadas e não consigo cortar nos custos fixos? O que posso fazer para ganhar mais dinheiro porque o que entra lá em casa não chega?” são as principais questões lançadas neste livro (“Seja mais esperto do que a Crise”, Esfera dos Livros”). Uma obra escrita pelo jornalista Luís Ferreira Lopes, que em conversa com o nosso jornal afirma que este livro não é só sobre o que motivou esta crise mas essencialmente sobre como dar a volta por cima nesta fase complicada da economia. Para este jornalista, mestre em Relações Internacionais e que conta no seu curriculum com alguns cursos de formação em Gestão, o desafio de escrever esta obra (em apenas três meses e no meio do turbilhão financeiro) foi grande mas compensou. Como Ferreira Lopes explica, neste livro que não é académico, “ procuro de uma forma muito simples fazer com que todas as pessoas possam entender o que se está a passar e sobretudo fazer com todos tenham conhecimento de algumas ferramentas simples e úteis”. Ferramentas essas que apesar de banais são muitas vezes esquecidas no meio do consumismo desenfreado que se tem vivido nos últimos anos. “Temos que mudar realmente um pouco o nosso padrão de consumo” é uma das conclusões deste autor que confessa que “aprendi muita coisa relativamente à poupança pela pesquisa que fiz.”Ferreira Lopes acrescenta ainda que o objectivo principal deste livro, que será lançado na próxima segunda-feira, é dar um contributo pela positiva: “como enfrentar a crise na renegociação do crédito da casa, na poupança de energia em casa ou com o carro, nos cortes no endividamento e no consumo em geral e também nas empresas. São dadas também sugestões de planeamento e de orçamento familiar; e também de educação financeira para crianças e jovens.” De destacar as dicas de gestão para PMEs e “o apelo ao empreendedorismo e à compra de produtos nacionais, como forma de compensar a quebra das exportações.” Uma cobertura, simples, dos principais problemas e inquietudes financeiras com que nos deparamos diariamente, que conta com prefácio de Marcelo Rebelo de Sousa e com a colaboração de António Gaspar, Ricardo Vargas e Pedro Lopes. Parte das vendas desta obra revertem para uma Associação de Solidariedade Social.
 

 

 

"Como esticar o Salário e Encurtar o Mês”, Livros D´ Hoje, Camilo Lourenço, 147 páginas, 10 euros ( por Mafalda Avelar, Expresso, 7 de Março 09) 

 

 A inquietude colocada nesta obra não podia ser mais oportuna. “ Está farto de chegar ao fim do mês sem um «tostão» no bolso? é a questão que Camilo Lourenço, jornalista e comentador de assuntos económicos em vários órgãos de comunicação social, lança aos leitores desta obra, onde por meio de uma linguagem comum e usando um estilo de escrita muito clara, apresenta “a poupança” como um termo, mais do que nunca, necessário e que infelizmente parece estar démode. Com uma introdução que resume de forma sucinta a nossa situação actual (e, como chegamos até cá) Lourenço parte para a explicação de como desenvolver uma cultura de poupança – nos consumidores que se enquadram na população activa e nos jovens (que têm que começar a saber poupar). A partir dai o jornalista, que recorre muitas vezes a exemplos práticos para mostrar a realidade do que fala, “ensina” o leitor a organizar a sua mente por forma a cortar no supérfluo, a equacionar os seus custos e a identificar a origem dos mesmos. Tudo isto para que a nossa sociedade comece a poupar. Como última nota: Camilo adverte: não tem que fazer tudo de uma vez!  

 

 

 

 

 

publicado por Mafalda Avelar às 07:27
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Augusto Küttner de Magalhães a 11 de Maio de 2009 às 00:20
“Temos que mudar realmente um pouco o nosso padrão de consumo”
“como enfrentar a crise na renegociação do crédito da casa, na poupança de energia em casa ou com o carro, nos cortes no endividamento e no consumo em geral e também nas empresas. São dadas também sugestões de planeamento e de orçamento familiar; e também de educação financeira para crianças e jovens.”
Uma cobertura, simples, dos principais problemas e inquietudes financeiras com que nos deparamos diariamente,
Penso que estas referencias, são as mais importantes a ter em conta nestes dias. Penso que o padrão de consumo subiu excessivmente “era tudo tão facil”....
Estamos na altura de ser mais comedidos, o que não quer dizer não consumir, de modo algum.
Em tudo na vida temos que ter bom senso, temos que não dar passos maiores que as pernas. Temos que ter uma folha de papel onde se escreve custo-/ beneficio. E vai no aspecto financeiro e economico. No emprego. Na formação. No casamento, na opção ou não de ter filhos. Em tudo. Chegou a hora de sabermos planear, mas também gozar a vida, mas com “tino”, para não apanharmos sustos, para além daqueles que inesperadamente acontecem, quanto a esses nada a fazer. Aquela velha teoria de que os gastos fixos mensais não devem ultrapassar os 30% do rendimento do agrgado familiar deveria manter-se...e em coisas tão pequenas poemos reduzir custo: ir jantar fora, sem comer entraas, sem beber vinho caro – esse compra-se no supermercado para beber em caa em ocasiões especiais – água não afoga a comida!! Se possivel ir ali a baixo a pé para quê levar o carro. Se não estou na sala, para quê ter lá a luz acesa....e de vez em quando fazer um dispararate, ir jantar a um sito diferente a 50 kms de casa!!! A vida ensina-nos a sermos responsáveis, mas por vezes de maneira dificil. Pelo que ainda se pode aprnder algumas coisas com os outros. E ter empreendorismo. Não se esqueçam Caros Jovens, não espere que tudo venha facilmente ter convosco, corram com cuidado atrás de tudo...................

Comentar post

. Grandes Reportagens

. Ideias em Estante

. Reportagens
.Livros em destaque
."o livro que me marcou"
Alberto João Jardim

António Pinto Barbosa

António de Almeida Serra

Arquimedes da Silva Santos

Carlos Carvalhas

Carlos Zorrinho

Francisco Murteira Nabo

Graça Almeida Rodriques

João Castello Branco

José Amado da Silva

José Hermano Saraiva

Leonor Beleza

Luís Portela

Manuel Serzedelo de Almeida

Valentim Xavier Pintado

Vasco Vieira de Almeida

Vítor Melícias

António de Sousa

Guilherme D´Oliveira Martins

José Veiga Simão

Pedro de Sampaio Nunes

Martins Lampreia

Agostinho Pereira de Miranda

Mª do Rosário Partidário

Carvalho da Silva

Carlos Tavares

EM BREVE: mais cerca de 50 outros ilustres convidados que ainda não estão transcritos para este blog

.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds