.Relógios do Mundo
Clique aqui para saber as horas em qualquer parte do Mundo

.Para o leitor

Qual o livro que mais o marcou? Partilhe aqui a sua opinião!


What is the book of your life? Share your opinion here!


Deixe os seus comentários e sugestões aos artigos do Blog. É fácil, não necessita de registo e torna este Blog mais interessante com o seu contributo. Para saber mais clique aqui



.Mais sobre mim
. Sobre a Mafalda




.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008
Quanto vale uma Mãe na nossa Sociedade?

 

Maternidade
 
Ser Mãe é uma grande maravilha. A maravilha da vida para quem tem a sorte de a gozar. É um estado de Graça que me leva a escrever o primeiro post pessoal neste meu blog dedicado a livros de Economia, Gestão e RI. Dedico-o obviamente aos meus filhos – principalmente ao mais novo que faz 15 dias. É mesmo uma maravilha ter um ser tão pequeno –e, que para nós é tudo - nas mãos. Às vezes pergunto-me para que serve o resto da vida…. Estes momentos são tão eternos e têm tanto peso que temos dificuldade em ver “o resto da vida”, que continua lá fora. Que não pára. São os combustíveis que sobem, é a bolsa que sobe e desce e que assusta os mercados, é a amiga que trabalha no banco norte americano, que esta semana foi à falência, que descreve os momentos “caóticos” que se vivem já ali num escritório do outro lado do oceano, que tem impacto em todos os escritórios de todas as avenidas mundanas… é a fome no outro extremo, é a lei do divórcio que aqui não ata nem desata …e, tudo isso enquanto eu tranquilamente no meu leito dou tudo aquilo que tenho, através do meu próprio ser, a um dos meus bens mais queridos. Dou de comer, dou de beber, mas acima de tudo dou tudo aquilo que sou e aquilo que pretendo ser.
 
A Economia, as Finanças, o Estado do Mundo esses continuam ali. Aqui. Presentes em mim. Mas hoje dedico este post à Economia das Mães. Ao valor de uma Mãe, de um Pai, de um Filho, de uma família para o desenrolar da nossa história. Gostava de saber calcular o valor numérico de uma família para a nossa sociedade. Mas não sei. Sei porém que a sociedade não está a valorizar a importância dos afectos e da família para a construção de um amanhã melhor. É necessário pensar nisso e dar valor a todas as mães e pais que lutam diariamente para estarem presentes na vida dos filhos mas que não se podem dar ao luxo de estar out durante muito tempo. Uns porque amam a acção; outros porque necessitam dela.
 
A SI: LEITOR: se conhece algum estudo sobre o valor numérico de uma Mãe e de um a  família para a nossa sociedade, por favor, partilhe o mesmo!
 
Obrigada!
 
 
 
 

publicado por Mafalda Avelar às 01:21
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De maria a 18 de Setembro de 2008 às 13:57
Ser mãe, mulher e trabalhar não é fácil.
Também estou interessada em dados que existam sobre o valor das mães.
De SALETE MAIA a 18 de Setembro de 2008 às 18:14
OLA MAFALDA!!!
REALMENTE O MUNDO PODE DESMORONAR...MAS O AMOR DE MÃE, O AMOR DE PAI, ESSE VAIS ESTAR SEMPRE CONNOSCO A DAR-NOS ALENTO PARA CONTINUAR MAIS UM DIA...
DEIXO LHE UM BLOG, QUE CONSIDERO O AMOR DE MÃE LEVADO AO EXTREMO...CADA VEZ QUE O LEIO NÃO CONSIGO DEIXAR DE ME SENTIR INÚTIL E COM RAIVA DESTE NOSSO GOVERNO QUE CONTINUA ADORMECIDO PARA A REALIDADE!!!!
http://sonhoterumfilho.blogs.sapo.pt/
CUMPRIMENTOS PELO BOM TRABALHO QUE TEM DESENVOLVIDO
SALETE MAIA
De Bia a 18 de Setembro de 2008 às 18:19
Cara Mafalda,

Tenho 32 anos e sou licenciada em Economia pelo ISEG. Também sou mãe (tenho um filho com 5 anos e uma filha com 3 anos). Adorei o Blog até porque, lendo o seu perfil, reconheci em si algo porque sempre me debati: os Economista não têm que obrigatoriamente apenas analisar friamente os números mas ver para além deles e como eles afectam a vida de todos nós!
De GorgeousMind a 19 de Setembro de 2008 às 11:30
Cara Mafalda,
Revejo-me completamente nas palavras do seu post. Ser Mãe é uma coisa tão pessoal, mas ao mesmo tempo tão Universal. Penso que todas sentimos o mesmo ao olhar para a nossa "Obra/Fruto". E nos interrogamos sobre o futuro e, outras vezes simplesmente curtimos o momento e deixamo-nos estar ali a absorver tudo aquilo que podemos e pensando ao mesmo tempo: Como fui capaz de fazer uma coisa tão linda!
Relativamente ao estudo sobre o valor númerico de uma Mãe/Família, eu não conheço, mas se o houver será sempre uma coisa subjectiva e não mensurável, pois o que estamos a medir são emoções, sentimentos tão diversos que não podem ser quantificáveis. Pelo menos os conhecimentos que tenho sobre investigação em Personalidade permitem-me dizer isto. Agora o que poderá ser quantificável, serão os comportamentos dos elementos que compõem a Família/Mãe.
Um beijinho e curta muito esses momentos preciosos junto do seu bébé. Felicidades!
De Maria a 19 de Setembro de 2008 às 20:25
Mafalda parabéns pelo seu blog! A leitura é uma boa opção.
De Ritinha a 20 de Setembro de 2008 às 11:06
Visita e comenta:

http://coisinhasparati.blogs.sapo.pt - onde encontrarás muitas imagens, blinkies, gifs animados só para ti.

http://vamos_fazer.blogs.sapo.pt - um blog que te dá dicas de coisas que podes fazer num dia em qe não tenhas nada para fazer. coisas muito bonitas para a tua mãe , casa , etc.

http://vidadaana.blogs.sapo.pt - um blog onde meto textos, falo dos meus amigos, etc.

http://anaritacvieira.blogs.sapo.pt - um blog com um pouco de tudo. aqi encontrarás imagens, textos etc.

OBGD PELA ATENÇÃO, RITA VIEIRA *

Comentar post

. Grandes Reportagens

. Ideias em Estante

. Reportagens
.Livros em destaque
."o livro que me marcou"
Alberto João Jardim

António Pinto Barbosa

António de Almeida Serra

Arquimedes da Silva Santos

Carlos Carvalhas

Carlos Zorrinho

Francisco Murteira Nabo

Graça Almeida Rodriques

João Castello Branco

José Amado da Silva

José Hermano Saraiva

Leonor Beleza

Luís Portela

Manuel Serzedelo de Almeida

Valentim Xavier Pintado

Vasco Vieira de Almeida

Vítor Melícias

António de Sousa

Guilherme D´Oliveira Martins

José Veiga Simão

Pedro de Sampaio Nunes

Martins Lampreia

Agostinho Pereira de Miranda

Mª do Rosário Partidário

Carvalho da Silva

Carlos Tavares

EM BREVE: mais cerca de 50 outros ilustres convidados que ainda não estão transcritos para este blog

.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds