.Relógios do Mundo
Clique aqui para saber as horas em qualquer parte do Mundo

.Para o leitor

Qual o livro que mais o marcou? Partilhe aqui a sua opinião!


What is the book of your life? Share your opinion here!


Deixe os seus comentários e sugestões aos artigos do Blog. É fácil, não necessita de registo e torna este Blog mais interessante com o seu contributo. Para saber mais clique aqui



.Mais sobre mim
. Sobre a Mafalda




.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2010
"A nossa linha principal - de Braga até Faro - não tem sido modernizada devido ao ruído do TGV" diz autor de Quilómetros, Euros e pouca terra".

Esta semana, na "Ideias em Estante", fomos tentar entender em que estado é que o universo ( português) dos transportes se encontra.

 

Para isso convidamos Daniel Murta, professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, a partilhar o seu livro " Quilómetros, Euros e pouca terra".

 

Entre as conclusões: "O TGV é um elefante branco" e mais preocupante ainda " A nossa linha principal - de Braga até Faro - que percorre os sítios onde há pessoas, não tem sido modernizada com a profundidade necessária devido ao ruído do TGV."

 

 

Escute e leia o autor aqui:

 

 

 

 

Entrevista "Ideias em Estante" ( DE, 11 de Setembro 2010)

 

 

 

Os transportes sempre foram uma sector estratégico de qualquer economia. Mas nem sempre nos debruçamos sobre os mesmos para entendermos a dinâmica desta ferramenta económica considerada vital para o desenvolvimento regional e internacional de um país. Talvez por isso não seja à toa que a aposta na logística seja cada vez mais um factor de diferenciação das economias que querem atrair investimentos. Para entendermos a dinâmica dos transportes e a sua importância conversamos com Daniel Murta, economista e autor de "Quilómetros, Euros e pouca terra", que em declarações ao Económico e à ETV (veja na integra no canal 200 da Zon), referiu que a nossa linha principal, já existente, não tem sido modernizada devido ao ruído do TGV.

 

Em Portugal estamos a utilizar bem as nossas vias ferroviária?

 

Não. Já eliminamos mais de metade da via que em tempos tivemos e basicamente a nossa linha estruturante que cobre o litoral, onde está a população, tarda em ser reestruturada. Isto seria necessário para dar a velocidade que esta linha deveria ter e que plenamente utilizaria o material circulante - os alfas pendulares - que já adquiriu, que estão ao serviço, mas que de facto não são utilizados no seu potencial porque com a confusão de que "se há ou não TGV (se vem e quando vem)" acaba por a linha que devia estar a funcionar tardar em ter os investimentos necessários para ter mais velocidade em maior parte da linha.

 

O TGV faz ou não sentido? Vai ou não ser benéfico para o País?

 

O meu entender essa resposta está muito ligada com a situação económica actual em termos do nosso PIB, do nosso endividamento e da riqueza das famílias, da perda do poder de compra. E portanto numa trajectória que tem sido negativa na última década, eu penso que o TGV não será mais do que um elefante branco. Porque, de facto, não pode ser barato desde da concepção da linha dedicada, ao material circulante e respectiva manutenção, e até (finalmente) à operação … não pode ser barato. Realizar tudo isso é sempre caro.

 

E as pessoas não serão em número suficiente para dar a rentabilidade necessária - sequer no meu entender - à operação.

 

Em termos de mercadorias? Faz sentido?

 

Fará certamente uma vez que descongestionaria o tráfego rodoviário de mercadorias, que é um tráfego menos eficiente na utilização de recursos e que acelera e agrava o desgaste das rodovias. Mas de facto as mercadorias não precisam de alta velocidade. Que linhas é que melhor as servem?

 

A compatibilidade com Espanha deve ser assegurada. Mas há soluções para além de construir uma via dedicada. Onde é mais óbvio que se teria um bom retorno era numa gestão melhor da nossa linha. Porque o que se diz sempre é que a linha do Norte está lotada. Mas isso não é verdade cientificamente. É possível encaixar mais comboios nessa linha.

 

Está a falar de uma ineficiência de gestão de recursos?

 

A nossa linha principal - de Braga até Faro - que percorre os sítios onde há pessoas, não tem sido modernizada com a profundidade necessária devido ao ruído do TGV.

 

 

 

 

 

Este post também foi publicado no blog:www.livrosemanias.blogs.sapo.pt

 

publicado por Mafalda Avelar às 18:10
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Setembro de 2010
Mourinho continua a liderar as vendas de livros de Economia e Gestão. Conheça o TOP DE.

TOP DE - livros de economia

e gestão mais vendidos

de 21 a 27 de Junho de 2010

 

O TOP DE apresenta as obras de Economia e Gestão

mais vendidas em Portugal. É um top elaborado com a colaboração

das seguintes livrarias: Almedina, Barata, Bertrand e Fnac.

 

1

 

Mourinho - A Descoberta Guiada

Luís Lourenço/Prime Books

 

2

 

Economia Portuguesa

Luciano Amaral/ FFMS

 

 

3

 

100 Regras Para Enriquecer

Richard Templar/ Presença

 

 

4

 

O que o cão viu

Malcom Gladwell/D. Quixote

 

5

 

O Princípio da Cenoura

Adrian Gostick e Chester Elton/Casa das Letras

 

6

 

O Talento não é tudo

Geoff Colvin/Lua de Papel

 

7

 

McNomics

Jerry Newman /Casa das Letras

 

 

8

 

O Seu Primeiro Milhão

Pedro Queiroga Carrilho/Lua de Papel

 

9

 

Liderança segundo John F.Kennedy

John A. Barnes/Casa das Letras

 

10

 

A Arte da Guerra

Sun Tzu/EverGreen

 

 

 

 

Este post também foi publicado no blog:www.livrosemanias.blogs.sapo.pt

 

publicado por Mafalda Avelar às 16:28
link do post | comentar | favorito
|
. Grandes Reportagens

. Ideias em Estante

. Reportagens
.Livros em destaque
."o livro que me marcou"
Alberto João Jardim

António Pinto Barbosa

António de Almeida Serra

Arquimedes da Silva Santos

Carlos Carvalhas

Carlos Zorrinho

Francisco Murteira Nabo

Graça Almeida Rodriques

João Castello Branco

José Amado da Silva

José Hermano Saraiva

Leonor Beleza

Luís Portela

Manuel Serzedelo de Almeida

Valentim Xavier Pintado

Vasco Vieira de Almeida

Vítor Melícias

António de Sousa

Guilherme D´Oliveira Martins

José Veiga Simão

Pedro de Sampaio Nunes

Martins Lampreia

Agostinho Pereira de Miranda

Mª do Rosário Partidário

Carvalho da Silva

Carlos Tavares

EM BREVE: mais cerca de 50 outros ilustres convidados que ainda não estão transcritos para este blog

.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds