.Relógios do Mundo
Clique aqui para saber as horas em qualquer parte do Mundo

.Para o leitor

Qual o livro que mais o marcou? Partilhe aqui a sua opinião!


What is the book of your life? Share your opinion here!


Deixe os seus comentários e sugestões aos artigos do Blog. É fácil, não necessita de registo e torna este Blog mais interessante com o seu contributo. Para saber mais clique aqui



.Mais sobre mim
. Sobre a Mafalda




.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Terça-feira, 29 de Maio de 2007
"O Livro que me marcou" - Carlos Tavares
Convidado: Carlos Tavares
 
 “The Accidental Theorist and Other Dispatches from the Dismal Science” (1998), de Paul Krugman foi um dos livros que mais marcou Carlos Tavares, actual Presidente do Conselho Directivo da CMVM. “ Como vários livros do Paul Krugman este livro é escrito sobre economia - especialmente sobre economia internacional”, diz Tavares para quem esta obra - e, respectivo factor de diferenciação - é uma sequência que vem de outras do mesmo autor desde o “Pop Internationalism (1996) ao “Peddling Prosperity: Economic Sense and Nonsense in an Age of Diminished Expectations” (1995) e até ao “The Return of Depression Economics (1999)”
Não escondendo notável admiração por este autor, Tavares, licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto, confessa que quando os economistas têm que falar para as pessoas de forma a que elas entendam, às vezes existe a tentação de fazê-lo de uma forma primária tomando as pessoas como muito pouco conhecedoras.Mas segundo Tavares, que também é autor ( lançou este ano “Políticas Economicas para Portugal”, Fabu) esse “não é o caso do Krugman. Aliás só quem sabe muito de economia é que é capaz de fazer isto que ele faz: escrever de forma que qualquer pessoa consegue entender os fenomenos – desde a globalização à concorrência, ao comércio internacional, à inflação.” Tudo isto explicado de forma “muito atraente, exacta e precisa”
Este livro, que o Tavares leu “há já alguns anos” ( quando estava na banca de investimentos) é um colectânea de artigos que Krugman escreveu em diversos orgãos de comunicação e que tocam vários assuntos. “O mais interessante deles todos talvez seja o último, que se chama “Looking Backward”, diz o antigo Ministro da Economia do Governo de Durão Barroso (2002) para quem o autor faz um exercicio de escrever como se estivesse no final do seculo XXI falando sobre o que foi século XXI ( isto escrito em 99). “É notavel esse artigo”. Krugman fala da nova economia e do percurso que a nova economia fez no século  XXI mas chama muito a atenção para os outros factores de produção e para o facto de a internet não ser um fim em si mesma. “  Como Tavares refere, “rapidamente se viu que a internet é um instrumento extraordinário, a sociedade de informação é indspensável mas não é uma finalidade em si. São instrumentos de facto poderosos para esta revolução mas que não são a finalidade em si. São o apoio a negócios. Hoje os texteis, o vestuário, o calçado, que eram vistos como sectores menores ( nessa altura), têm se modernizado muito à custa das novas tecnologias.E, era para essa facto que este artigo chamava a atenção – como eu digo numa altura em que isto não era nada óbvio”, conclui. 

publicado por Mafalda Avelar às 21:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Maio de 2007
Sucesso.pt - SIC Notícias (19 Maio 2007)
"Portugal - O Pioneiro da Globalização", (texto sobre o livro) de Jorge Nascimento Rodrigues e Tessaleno Devezas, Centro Atlântico, 360 páginas, 19,95 euros  - LANÇAMENTO dia 25 de Maio
"A Gestão Segundo Jack Welch" ( texto sobre o livro), Stuart Crainer, Casa das Letras, 178 páginas, 14 euros





publicado por Mafalda Avelar às 12:16
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Maio de 2007
Livro - " Portugal - O Pioneiro da Globalização"
"Portugal - O Pioneiro da Globalização" (Centro Atlântico, 360 páginas,19,95 euros) é uma obra que nos permite identificar porque é que Portugal conseguiu ser uma potência mundial e "Porque foram os portugueses de Quatrocentos e Quinhentos pioneiros na Globalização".

Segundo os autores deste livro, os portugueses foram pioneiros na inovação tecnológica e
geoestratégica numa época de transição. Uma época onde o improviso organizacional nos
valeu - a nós portugueses - de muito. Como Tessaleno Devezas , um dos autores, referiu "o povo português tem uma característica que permitiu todos os grandes feitos e que ainda sobrevive nos dias de hoje. "É o que nós chamamos no livro de "Matriz das Descobertas" ou ADN português". Para os autores existem valores que podem ser recuperados ou aproveitados e este "livro é uma mensagem à juventude portuguesa para que a mesma aproveite essa oportunidade que poderá vir".

Além dessa mensagem este livro apresenta também "especulações sobre o futuro". Não só
sobre o futuro de Portugal mas sobre o futuro da transição hegemónica e do poder global que Portugal desenvolveu.

Esta obra, que surgiu depois de uma apresentação de um trabalho científico na Áustria,  vai ser lançada na próxima semana (dia 25 de Maio, às 19h, na Livraria Bulhosa - Oeiras Parque) em Portugal e acaba de ser lançada nos Estados Unidos, onde segundo apuramos o público português compareceu em massa... não tivesse esse mesmo público orgulho em saber que Portugal foi o pioneiro da globalização - o processo que domina a sociedade actual.
 
 
 (Audio da conversa com  o Prof. Tessaleno Devezas disponível em breve neste blog)

publicado por Mafalda Avelar às 12:54
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Maio de 2007
Em conversa com o autor – Amadeu Soares
                                     
Biologias na Noite” é uma obra que surge na sequência de uma série de palestras (que já vai na 6ª edição) que enquadra um projecto inovador levado a cabo pela Universidade de Aveiro. Intitulado “Biologias na Noite”, esta iniciativa tem desde o seu início um objectivo claro, segundo as palavras de Amadeu Soares, coordenador e mentor deste projecto: “Levar a Ciência e a Universidade ao encontro do público da noite” permitindo que “a ciência, a cultura e o lazer se transformem num só produto”. Uma iniciativa inédita, “que tem tido uma grande aceitação por parte do público” e que está na origem desta obra recém – lançada, que conta com a participação de Mia Couto, Carlos Almaça, António Amorim, Vítor Madeira, João Ramalho-Santos, Rosália Sá, Mário Sousa, Alberto Barros, José Alho, Jorge Paiva, Jorge Ferrão, António Correia, Carlos Fiolhais, Arsélio de Carvalho entre outros. Apresentando temas tão distintos como “Os Eventos Marcantes em Bioenergética” ou “ O Manual do Casal Infértil” este livro, que reúne parte do que foi apresentado nas palestras, dá força à teoria defendida por A. Soares: “A Biologia é cada vez mais uma Ciência com claras implicações sociais e, presentemente, com um grande carácter transversal.”
Para A. Soares, licenciado (Universidade de Coimbra) e Doutorado (Universidade de Sheffield, Reino Unido) em Biologia, é necessário entender a importância da biologia para a sociedade e para a economia. Talvez por isso, este professor – actualmente Presidente do Departamento de Biologia da UA- refira que “toda a nossa formação pós-graduada tenha uma disciplina obrigatória de Bioempreendedorismo, para além de formação opcional na área de Gestão.” Tudo isto para que os Biólogos estejam preparados para os actuais desafios que se colocam a nível de criação de emprego e de empresas. É caso para escrever: Biologia à noite para que se faça um melhor dia. 

publicado por Mafalda Avelar às 12:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Maio de 2007
"África, a NEPAD e o Futuro", Fátima Moura Roque
"África, a NEPAD e o Futuro", Fátima Moura Roque, Texto Editores, 208 páginas, 12,50 euros
                                       
 
 Este livro "é o clamor da voz de uma africana…que faz uma radiografia dos grandes problemas políticos, económicos e sociais de África", quem o diz é Joaquim Chissano um dos três colaboradores desta obra, que conta com prefácio de António de Almeida Santos e com "Uma Visão de África" de Onésimo Silveira. Dividido em sete capítulos este livro apresenta as linhas mestres que poderão permitir uma mudança em termos politico-sociais e institucionais na África Subsariana.

É uma obra interessante que brilha pela forma como está apresentada e que permite ao leitor um esclarecimento de quais os grandes desafios que esta região do mundo terá que enfrentar nos próximos anos. Desafios esses que só serão ultrapassados se existir, segundo a autora, uma visão estratégica que para ser concretizada passa, entre outros factores, pela satisfação dos objectivos-chave da NEPAD, no âmbito da União Africana (UA). Usando as palavras de Fátima Roque, ao longo deste livro "reflectiu-se não só sobre a África que sofre e que morre todos os dias um pouco, mas analisou-se especialmente a África que vive e luta, aquela que acredita num futuro diferente…"     

publicado por Mafalda Avelar às 16:06
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Maio de 2007
Sucesso.pt - John Middleton e Carlos Tavares
"Criar currículos de Sucesso", John Middleton, Porto Editora, 257 páginas, € 18,80 e "Políticas Microeconómicas para Portugal", Carlos Tavares, Fubu, 296 páginas, €16,50




publicado por Mafalda Avelar às 16:14
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 5 de Maio de 2007
"O livro que me marcou" - Manuel Carvalho da Silva
“A Lã e a Neve” de Ferreira de Castro “é um livro escrito no final da segunda guerra mundial e que apresenta a realidade do mundo operário e a estrutura social e económica que se vivia nessa época (na região da serra da estrela)” é com esta breve descrição que Carvalho da Silva, activista sindical desde 1974 e actualmente Secretário Geral da CGTP-IN, nos fala de uma das obras que mais o marcou. Um livro que assume particular importância porque “apresenta uma dimensão muito sólida da centralidade do trabalho na sociedade e porque nos mostra a necessidade imperiosa de organização colectiva dos trabalhadores no trabalho”, diz. Segundo C. da Silva, que encontra muitas similitudes entre este livro e o presente, esta obra mostra uma sociedade profundamente marcada por dificuldades no acesso ao emprego, por “vidas instáveis”, por ausência de protecção social na vida activa e pós-activa. Licenciado e doutorando em Sociologia (ISCTE), C. da Silva destaca ainda nesta obra a imagem de um velho operário que quer morrer depressa. Isto porque diz que “Quando não forem capazes de trabalhar é bom morrerem depressa”. Esta é a ideia que é apresentada neste livro. Uma ideia forte marcada pelo sentimento de não se querer ser um fardo para a sociedade e para a família.
 

publicado por Mafalda Avelar às 13:52
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Maio de 2007
Em conversa com o autor: "O lobista português"
Em conversa com o autor: Martins Lampreia - O lobista português
 
“Em todos os países do Sul da Europa, o lóbi continua a ser olhado, neste início do século XXI, com certa desconfiança. Em Portugal e Espanha, nomeadamente, as três décadas de democracia pouca influência tiveram para alterar os antigos métodos de relacionamento entre a sociedade civil e os poderes públicos.”, quem o afirma é Martins Lampreia, o único lobista português acreditado no parlamento europeu, autor de “Lóbi – Ética, Técnica e Aplicação” (Texto Editores, 128 páginas, 12,99 €). Tendo mais obras sobre o mesmo tema, Martins Lampreia, que está “há quase 40 anos na área de comunicação” e que é especialista em gestão de crise, afirma que um dos seus grandes objectivos de vida é deixar aos mais novos “ um terreno já desbravado para a actividade de lóbi, que é uma especialização da área de comunicação, da área de direito e de relações internacionais.”.
Considerando de importância extrema para o país o reconhecimento desta actividade, M. Lampreia, para quem existe a necessidade de a sociedade desmistificar o conceito de lobista, afirma que nos últimos anos tem vindo a fazer “lóbi pelo lóbi” para que esta actividade seja regulamentada. Se o for, todos ficam a ganhar. Internamente, “ganhamos em termos de transparência”. No exterior “ ganharíamos muito em competitividade”.

publicado por Mafalda Avelar às 12:28
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
. Grandes Reportagens

. Ideias em Estante

. Reportagens
.Livros em destaque
."o livro que me marcou"
Alberto João Jardim

António Pinto Barbosa

António de Almeida Serra

Arquimedes da Silva Santos

Carlos Carvalhas

Carlos Zorrinho

Francisco Murteira Nabo

Graça Almeida Rodriques

João Castello Branco

José Amado da Silva

José Hermano Saraiva

Leonor Beleza

Luís Portela

Manuel Serzedelo de Almeida

Valentim Xavier Pintado

Vasco Vieira de Almeida

Vítor Melícias

António de Sousa

Guilherme D´Oliveira Martins

José Veiga Simão

Pedro de Sampaio Nunes

Martins Lampreia

Agostinho Pereira de Miranda

Mª do Rosário Partidário

Carvalho da Silva

Carlos Tavares

EM BREVE: mais cerca de 50 outros ilustres convidados que ainda não estão transcritos para este blog

.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds