.Relógios do Mundo
Clique aqui para saber as horas em qualquer parte do Mundo

.Para o leitor

Qual o livro que mais o marcou? Partilhe aqui a sua opinião!


What is the book of your life? Share your opinion here!


Deixe os seus comentários e sugestões aos artigos do Blog. É fácil, não necessita de registo e torna este Blog mais interessante com o seu contributo. Para saber mais clique aqui



.Mais sobre mim
. Sobre a Mafalda




.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Segunda-feira, 5 de Março de 2007
Em conversa com o autor - Richard Laermer
Com um título que dificilmente seria mais irreverente “Punk Marketing: Get Off Your Ass and Join the Revolution”, a nova obra de Richard Laermer, que foi escrita a quatro mãos com o também consultor de marketing Mark Simmons, pretende levar os profissionais de marketing a agirem perante o consumidor. Como o ex-director de Relações Públicas da Columbia University's Graduate Business School (Nova York) e ex-jornalista explicou “ Nós decidimos lançar este livro porque nos apercebemos, há um ano e meio, que todas as pessoas que conhecíamos a trabalhar na área do Marketing estavam bastante insatisfeitas com a forma como estavam a trabalhar. Isto porque consideravam que estavam a fazer a mesma coisa vezes sem conta.
Ninguém estava realmente inspirado ou mesmo a trabalhar.

Bastante afirmativo durante toda a conversa sobre este novo livro, Laermer, que é autor de cinco obras consideras bestsellers, entre elas a premiada “Full Frontal PR: Getting People Talking About You, Your Business, or Your Product” (Bloomberg), disse peremptoriamente que “O que queremos é que as pessoas que trabalham na área do marketing olhem para as alternativas que podem mudar a sua forma de trabalho.” A pensar nessa ajuda, “o que fizemos foi escrever um manifesto com 15 pontos (em que no último o leitor é que define), que basicamente mostra às pessoas todas as coisas que devem fazer se quiserem obter sucesso hoje. Na base de tudo isto está a ideia de que se não mudar, se não se tornar punk, vai sair do mercado.”
Critico em relação a algumas empresas, que uma vez que têm um consumidor pensam que já não têm que fazer nada por ele, Laemer afirma que um dos objectivos do livro é também provar que isso está errado e que os profissionais de marketing devem apreciar cada consumidor como se fosse um novo consumidor.
Descortinando este livro que acaba de entrar no mercado, Laemer, afirma que uma das conclusões desta obra “é que a maioria das pessoas está a fazer apenas o que tem que fazer e não está a prestar atenção ao comportamento do consumidor. Por isso tentamos, neste livro, mostrar às pessoas que tudo tem que mudar – alguns têm que recomeçar do princípio, do primeiro dia, como se nunca tivessem feito marketing antes. Em vez de fazerem todos estes anúncios na TV e em vez de gastarem todo esse dinheiro, uma das formas de serem bons profissionais é serem tão criativos como agressivos na forma de agirem perante o target. É importante falar com as pessoas que fazem parte do nosso target, envolvê-las e descobrir o que gostam e o que não gostam; saber o que as torna felizes e o que as torna tristes.”
Terminando a entrevista com uma gargalhada este punk do mundo do marketing fala, citando como exemplo, a estratégia da “tradicional” Procter & Gamble em Israel. “ Eles entraram lá no ano passado e queriam vender detergente em comunidades que não viam televisão nem liam jornais. O que eles fizeram foi colocar camiões com máquinas de lavar lá dentro e mostrar – literalmente mostrar – o quão bem o detergente funcionava.” “Isto é do mais punk que existe!”, conclui.

publicado por Mafalda Avelar às 16:52
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Rui Silva a 5 de Março de 2007 às 18:03
Cara Mafalda: Esse autor não vem a Lisboa este Verão?
De Mafalda Avelar a 6 de Março de 2007 às 15:04
Caro Ru Silva: que eu saiba não. Mas a valer pelo seu discurso via telefonica é um autor que merece a pena conhecer. Frontal é o adjectivo que o caracteriza.( sendo que curiosamente é também o titulo do grande bestseller do autor)
De Anónimo a 6 de Março de 2007 às 01:32
maf, pq é que não falas da escola austríaca de economia??

essa é a revolução que literalmente vai afectar todas as actividades humanas...


cumprimentos,~
MA
De Mafalda Avelar a 6 de Março de 2007 às 15:02
FIca a sugestão. Já agora querida(o) anónima(o), porque é que não fala um pouco mais dessa revolução que tanto vai alterar o nosso dia a dia?
Fica o desafio: A Escola Austriaca de Economia porque?
De M.A a 6 de Março de 2007 às 23:44
Exma,

A Esc. A.de Economia é simplesmente um conceito absolutamente novo do que é economia e do que se estuda nas universidades( hayek usa outro termo, catalaxia).
As soluções para o desenvolvimento passam, como todos concordamos, pelo estudo da nossa ciência. Esta corrente de pensamento dá respostas e programas novos para as crises e depressões cíclicas que atravessamos.

Outro sinómino que devias falar: o libertanismo ( sabes que existe um partido liberal/libertário dos EUA - é o terceiro maior partido daquele país...)

http://www.lp.org/

Cumprimentos,
MA
De M.A a 6 de Março de 2007 às 23:47
e já agora, se quiseres também tenho sugestões de livros .... liberais, claro

Autores 2: F. hayek; L. von MIses

até logo,
M.A.
De Mafalda Avelar a 20 de Março de 2007 às 12:06
Sugestão registada!
Muito obrigada!
Se se quiser identificar- e, partilhar um pouco as suas sugestões- envie-me pf um e-mail para mafalda@sapo.pt

Comentar post

. Grandes Reportagens

. Ideias em Estante

. Reportagens
.Livros em destaque
."o livro que me marcou"
Alberto João Jardim

António Pinto Barbosa

António de Almeida Serra

Arquimedes da Silva Santos

Carlos Carvalhas

Carlos Zorrinho

Francisco Murteira Nabo

Graça Almeida Rodriques

João Castello Branco

José Amado da Silva

José Hermano Saraiva

Leonor Beleza

Luís Portela

Manuel Serzedelo de Almeida

Valentim Xavier Pintado

Vasco Vieira de Almeida

Vítor Melícias

António de Sousa

Guilherme D´Oliveira Martins

José Veiga Simão

Pedro de Sampaio Nunes

Martins Lampreia

Agostinho Pereira de Miranda

Mª do Rosário Partidário

Carvalho da Silva

Carlos Tavares

EM BREVE: mais cerca de 50 outros ilustres convidados que ainda não estão transcritos para este blog

.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds