.Relógios do Mundo
Clique aqui para saber as horas em qualquer parte do Mundo

.Para o leitor

Qual o livro que mais o marcou? Partilhe aqui a sua opinião!


What is the book of your life? Share your opinion here!


Deixe os seus comentários e sugestões aos artigos do Blog. É fácil, não necessita de registo e torna este Blog mais interessante com o seu contributo. Para saber mais clique aqui



.Mais sobre mim
. Sobre a Mafalda




.links
.arquivos

. Maio 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Abril 2006

. Outubro 2005

.posts recentes

. Homenagem a Veiga Simão

. Ondjaki vence Prémio Lite...

. Cartas entre Drummond e J...

. "Papa Francisco - Convers...

. José Luís Peixoto o padri...

. José Gomes Ferreira e o s...

. O(s) prefácio (s) de Gasp...

. "Portugal: Dívida Pública...

. Agualusa vence Prémio Man...

. Conheça quais são as livr...

.pesquisar
 
Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012
Açores. "Temos hipótese de rentabilizar um grande activo”
Vídeo-entrevista disponível aqui
A importância da base das Lajes!

Livro em análise: "Lisboa, os Açores e a América" (Almedina), de José Filipe Pinto

 

 

 

"Portugal deve assumir-se como um país de articulação e fronteira"

 

AUTOR APRESENTA A IMPORTÂNCIA DA BASE DAS LAJES PARA A DEFESA NORTE-AMERICANA. E FALA, LÊ-SE NAS ENTRELINHAS, DE UMA CERTA MIOPIA EM RELAÇÃO A ESTE TEMA, QUE É ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL.

 

É um dos assuntos nacionais do momento. A diminuição da presença norte-americana na base das Lajes , nos Açores. Em momento oportuno, José Filipe Pinto, professor catedrático da Universidade Lusófona, lança a obra " Lisboa, os Açores e a América". Um livro que merece a pena ser lido para um melhor entendimento deste precioso triângulo. Em entrevista, o autor afirma que Portugal necessita de elaborar um "conceito estratégico nacional". Leia abaixo algumas respostas do autor, que é o convidado da " Ideias em Estante ", que será emitida na próxima semana.

 

Diminuição da presença Americana nas Lajes . Como vê esta situação?

Vejo esta diminuição como um facto perfeitamente previsível e que, para mal dos trabalhadores portugueses da base e para a economia da Ilha Terceira, não foi devidamente acautelado do lado português.

Era uma decisão previsível porque os norte-americanos - que vieram para os Açores, "without any rental provision" - têm um longo historial de tentativas de desvalorização da importância estratégica da Base das Lajes , como forma de fragilizar a posição negocial por parte de Portugal.

Como Portugal não soube tirar partido do activo de que dispõe e fez dos empregos - directos e indirectos - na base a principal razão do Acordo, os EUA podem poupar verbas do seu Orçamento da Defesa e continuar a usufruir da base lançando para o desemprego uma mão-de-obra que a economia local não vai conseguir absorver.

 

Qual a importância do triângulo: Lisboa, Açores e América?

Este triângulo é muito importante para a segurança do Atlântico Norte, da América do Norte e da União Europeia numa conjuntura em que a subida aos extremos deixou de ser monopólio dos Estados que se vêem desafiados por poderes erráticos e que movimentam verbas muito elevadas.

Numa altura em que discute a inevitabilidade da criação de uma SATO ou de uma ATO para garantir a segurança em todo o Atlântico, este triângulo assume uma importância ainda maior devido à condição simultaneamente europeia e lusófona de Portugal.

Como é que Portugal pode tirar partido da nossa situação geográfica?

Na actualidade, Portugal, para além da fronteira geográfica, praticamente convertida em mero apontamento administrativo, dispõe de uma fronteira de segurança - a NATO -, de uma fronteira cultural - a CPLP - e de uma fronteira político-económica - a União Europeia.

Face a esta multiplicidade de fronteiras, Portugal deve assumir-se como um país de articulação e fronteira entre os vários espaços a que pertence.

Afinal, da nossa língua vê-se o mar e a terra para cujo desenvolvimento a nossa diáspora tanto contribui.

 

E hoje o que pode Portugal fazer para valorizar o seu activo estratégico?

Portugal necessita de elaborar um conceito estratégico nacional - o eixo da roda de Adriano Moreira - que defina o papel de Portugal no Mundo. Trata-se de um projecto que não pode ser de um Governo, mas de um Povo e, como tal, é urgente o debate colectivo sobre o país que queremos e que estamos em condições de construir. Um conceito estratégico nacional que, mais do que colocar a esperança num rei vencido, assente na certeza de que é possível limitar a condição exógena sem cair em isolacionismos redutores e impossíveis.

 

" Base das Lajes : jogos de poder ou rapina de soberania?". Qual a razão para a escolha deste subtítulo?

A escolha do subtítulo resulta de dois factores primeiro tem a ver com a circunstância de a obra se inserir no âmbito da Ciência Política e das Relações Internacionais, áreas onde as noções de "poder" e "soberania" são fundamentais. A circunstância de tanto os Açores como os Estados Unidos da América terem como símbolos duas aves de rapina ajudou à ligação dos conceitos.

O segundo prende-se com a pertinência de explicar a forma como Portugal não tem sabido rentabilizar a Base das Lajes . Por isso, a obra procura saber se este subaproveitamento é resultado de culpa própria ou de uma atitude imposta pela superpotência norte-americana. Daí a forma interrogativa.

 

(Este texto foi publicado na "Ideias em Estante" (DE) a 30/11/2012)






Este post também foi publicado no blog:www.livrosemanias.blogs.sapo.pt

publicado por Mafalda Avelar às 12:12
link do post | comentar | favorito
|
. Grandes Reportagens

. Ideias em Estante

. Reportagens
.Livros em destaque
."o livro que me marcou"
Alberto João Jardim

António Pinto Barbosa

António de Almeida Serra

Arquimedes da Silva Santos

Carlos Carvalhas

Carlos Zorrinho

Francisco Murteira Nabo

Graça Almeida Rodriques

João Castello Branco

José Amado da Silva

José Hermano Saraiva

Leonor Beleza

Luís Portela

Manuel Serzedelo de Almeida

Valentim Xavier Pintado

Vasco Vieira de Almeida

Vítor Melícias

António de Sousa

Guilherme D´Oliveira Martins

José Veiga Simão

Pedro de Sampaio Nunes

Martins Lampreia

Agostinho Pereira de Miranda

Mª do Rosário Partidário

Carvalho da Silva

Carlos Tavares

EM BREVE: mais cerca de 50 outros ilustres convidados que ainda não estão transcritos para este blog

.resenhas de livros

- O Livro da Marca

- The Origin of Weath

- A Competitividade e as Novas Fronteiras da Economia

- Choque do Futuro

- Como a Economia Ilumina o Mundo

- Making Globalization Work

- OUTRAS

.autores entrevistados

Rampini, autor do Século Chinês


Stephen Dubner e Steven Levitt, autores de "Freakonomics"


Tim Hardford, autor de "O Economista Disfarçado"


António Neto da Silva, autor de "Globalização, Fundamentalismo Islâmico e Desenvolvimento Sustentável"


Ashutosh Sheshabalaya, autor de "Made in Índia"

.entrevistas (áudio)

Alberto João Jardim

.Novidades Editoriais

Actual Editora


Esfera dos Livros


Porto Editora


Pergaminho


Campo das Letras


blogs SAPO
.subscrever feeds